terça-feira, outubro 27, 2009

Lágrimas de Deus


Não chores, Kondrat; não irrites Deus, meu filhinho. Já são muito os pobres da terra que choram todos os dias e queixam-se a Deus de suas misérias e dos ricos que se apoderam de tudo. Mas Deus não pediu aos pobres que sofram. Um dia talvez ele ainda se aborrecerá com esse chôro ininterrupto dos pobres e dos famintos. E irritado, juntará todas as lágrimas para convertê-las numa névoa impenetrável que lançará sobre o mar afim de lhes esconder o céu. Então os barcos navegarão sem rumo e se chocarão a uma pedra má que existe no fundo do mar, e irão para o fundo. Poderá também aproveitar as lágrimas para fazer orvalho que numa noite cairá sobre todos os trigais da terra, sobre os nossos e os dos países longínquos... As lágrimas amargas queimarão as espigas que começam a brotar, e a fome e a peste assolarão o mundo... Como nós, os pobres não devem chorar porque as lágrimas atraem a desgraça... Compreendeste, filhinho?
Mikhail Cholokov, “Terra e Sangue”

1 comentário:

www.Gatto999.it disse...

Ciao from Italy
=^.^=